O empregado de escritório que todo o patrão gostaria de ter!

Paste a Video URL

Boas pessoal, vi este vídeo na minha “volta” usual no http://www.tabonito.pt/ e achei este engraçado. De fato, se “tempo é dinheiro”, então este é rico!

Obrigado meu Porto

Hoje não vou falar sobre marketing. Vou falar sobre bons momentos, porque eles passam tão depressa que nem damos por eles.

Estes momentos passam-se nas mais variadas alturas e podem ser passados com amigos, conhecidos e família.  São sempre bons momentos porque estamos com quem amamos…são sempre bons momentos porque…é ali que queremos estar.

Mas quando há um objetivo a ser alcançado que não depende de nós mas ao mesmo tempo, de uma maneira estranha, depende…dá- se aquilo que define momentos grandes…de grande alegria, de grande boa disposicao e acima de tudo um sentimento de partilha…

Por isso, obrigado meu Porto…faltava pouco tempo e as “odds” estavam contra nós…mas no fim saimos vitoriosos!

“No treino existe a esperança…no jogo a certeza…”

Posted from WordPress for Android

Descobrir o “nosso” marketing

Boas noites meu povo. Esta noite, está um céu estrelado e uma noite de semi-verão. Apetece-me divagar, e como tal, vim ao blog divagar um pouco sobre as direções que posso tomar no publicidade. Em que sentido? 

No sentido dos caminhos a tomar aquando fazemos um anuncio publicitário, por exemplo. Podemos fazer um anuncio que apele às emoções mais sinceras, ou um anúncio cómico que desperte um “bom feeling” quando o associamos a determinado produto.

Por curiosidade pesquisei no Google, e fui dar ao “Pinterest”, uma rede social que foi discutida nas aulas do nosso mestrado e achei por bem publicar o link, pois tem imagens de alta qualidade que mostram algumas campanhas de grandes marcas. Mas o mais interessante é que tem todo o tipo de anúncios incluindo os de tipo institucional. Pessoal, passem e dêem uma olhada que vale a pena…um (bom) conselho que  vos deixo. 

http://pinterest.com/gabriel021/anuncios-publicitarios/

Over and Out

Kit Kat vs Oreo

Kit Kat…sem dúvida. =P

Open Your Mind....

As duas marcas disputam no twitter para obter a preferência de uma consumidora, que se trata de Laura Ellen quando esta publicou no twitter o seguinte: “Posso dizer que gosto muito de chocolate quando sigo @KITKAT e @Oreo ao mesmo tempo hahahaha”

ImagemImagem

A Kit Kat viu uma oportunidade de gerar atenção e desafiou sua concorrente, publicando “A briga pela afeição de @Laura_ellenxx começou. @oreo, é a sua vez”, com a seguinte imagem do Jogo do Galo, com um “X” feito de chocolates da sua marca:

Imagem Pelo que a Oreo respondeu com  uma imagem do mesmo jogo, mas com o “X” da Kit Kat comido, juntamente com a legenda: “Desculpe, Kit Kat, não conseguimos resistir”:

Imagem Ambas as marcas têm uma forte presença nas mídias sociais, e foram muito inteligentes em aproveitar a situação para se promoverem.

View original post

LinkedIn – A Rede Social para o teu negócio, para ti oh jovem empreendedor!

images  é uma das redes sociais mais propícias para marketing, o porquê reside no fato de ser uma rede social que através da criação de um perfil online, torna possível a procura de um emprego ou negócio que se pretenda realizar. Esta rede social é um importante catalisador para desencadear o todo processo de Marketing, online ou não.

Outra vantagem que nos é oferecida por esta rede, é o próprio perfil que é bastante importante no momento da “primeira impressão”. Podemos facilmente organizar uma base de dados com os contatos que são automaticamente adicionados da nossa conta google ou do facebook. Keeping Score for the Team

A questão mais importante desta rede social/empresarial/estudantil é que a informação caminha tanto para o “procura-se” como para o “precisa-se”. Automaticamente, quando precisamos de um canalizador ou de um engenheiro basta procurar nos nossos contatos que com certeza haverá lá um, ou então, algum amigo de um amigo terá. E, eis que aparece outra questão  de peso.

– “Eduardo? Como andas pá, não te via há anos e venho-te encontrar aqui em Miami (…) que mundo pequeno!”…Se o mundo é pequeno por uma casualidade ou coincidência imagina a base de dados bem estruturada desta rede social e concluis que , o “mundo”, se torna significativamente mais pequeno. Amigos de amigos, ou familiares que nem sequer sabias que existiam, aparecem e adicionam-te para (que numa eventualidade), te possam contratar para um emprego ou até tu podes anunciar que pretendes arrendar o teu quarto para poderes ires à queima de Coimbra e do Porto…e de Braga e de Viseu, mas são só essas… -Já estás a pensar duas vezes…

eu sobrevivi a queima das fitas.– Então, não esperes mais e oferece-te para aquele cargo ao serviço daquela empresa ou, procura parceiros de negócios para que possas comprar o carro de sonho e a cabana com vista para um par de palmeiras e uma rede…

Por estas e muitas outras razões, porque é que estás a adiar a tua entrada no mundo de negócios?

Cria já o teu perfil!

 

O Papel das TIC no Webmarketing

O Papel das TIC no Webmarketing

vaihavermolho

Para um marketeer, o mais importante neste momento é conhecer o cliente o melhor possível de maneira a conseguir uma fidelização mais eficaz.  Desta forma as TIC, principalmente a internet, surgem como as ferramentas mais importantes para este profissionais.

Graças a um estudo conduzido a 191 empresas portuguesas, foi possível conhecer o nível de sofisticação e informatização tecnológica de cada uma delas, sendo também possível saber de que forma é que o marketing estratégico influenciou os negócios online.

As relações entre empresas e clientes teve um avanço substancial e em grande parte deve-se à internet. Devido aos avanços que a tecnologia sofreu, os media, por exemplo, atingiram um ponto crucial para o marketing, em termos de interatividade que é a palavra-chave, personalização e estimulação sensorial.
Tudo mudou graças à internet, da mesma forma também o processo de marketing sofreu mutações. Desde o cliente, ao fornecedor e incluindo os intermediários. A…

View original post mais 455 palavras

Para um marketeer, o mais importante neste momento é conhecer o cliente o melhor possível de maneira a conseguir uma fidelização mais eficaz.  Desta forma as TIC, principalmente a internet, surgem como as ferramentas mais importantes para este profissionais.

Graças a um estudo conduzido a 191 empresas portuguesas, foi possível conhecer o nível de sofisticação e informatização tecnológica de cada uma delas, sendo também possível saber de que forma é que o marketing estratégico influenciou os negócios online.

As relações entre empresas e clientes teve um avanço substancial e em grande parte deve-se à internet. Devido aos avanços que a tecnologia sofreu, os media, por exemplo, atingiram um ponto crucial para o marketing, em termos de interatividade que é a palavra-chave, personalização e estimulação sensorial.
Tudo mudou graças à internet, da mesma forma também o processo de marketing sofreu mutações. Desde o cliente, ao fornecedor e incluindo os intermediários. A comunicação interna e as relações entre parceiros de negócios sofreram, de igual forma, muitas mutações. Desta forma podemos encontrar o motivo que tem levado a alterações nos comportamentos dos consumidores e suas tendências de consumo.
O cliente perdeu um pouco o sentido da expressão “ser fiel a” devido à informação que tem disponibilizada e facilidade em visitar a concorrência. Neste momento, é o cliente que tem parte ativa na formulação do marketing mix pois diz o que quer, quando quer e como quer. O cliente escolhe também o canal de distribuição e a estrutura de preços mais adequada.
As tecnologias são a principal arma para um empresa se destacar da concorrência. O modelo de marketing tradicional, baseado nos 4 P’s, sofreu alterações com a complementação de um C, que representa a relação com o cliente.
No estudo inicialmente mencionado, foram criados 2 grupos. Empresas do grupo B2B e empresas do grupo B2C. Os questionários foram direcionados para o topo da hierarquia de maneira a serem preenchidos pelos funcionários com mais conhecimento da orientação estratégica da empresa. O total do universo foi de 296 empresas, e apenas 191 responderam, sendo que 99 utilizam o modelo B2C e 92 o modelos B2B.
Para ter em conta o nível de informatização das empresas foi utilizado o modelo proposto por Louadi (1998), que consiste em frases sequenciais de integração tecnológica que lista 24 tecnologias.
Os dados foram analisados no programa SPSS e calculou-se inicialmente, o nível de informatização. na segunda fase analisaram-se as diferenças ao nível de informatização entre as empresas com menos de 50 empregados e as empresas com 50 ou mais empregados, entre os grupos B2B e B2C, incluindo ainda empresas que tinham sites e as que não tinham.
Em termos de hardware, os “personal computers”, as impressoras e fax, encontram-se em todas as empresas questionadas. Relativamente a ligações de internet, 94% possuem uma e 95% usa emails.
Já no que toca a software, as soluções informáticas têm  no geral um papel importante nas atividades da empresa, principalmente programas de gestão pessoal e de gestão comercial. Verificou-se, ao longo do estudo, várias razões para a falta de exploração online, no entanto a internet possibilitou um contacto direto com cada cliente, mas ainda existem muitas oportunidades por explorar.
   As empresas que se destacaram com o maior grau de reconfiguração do marketing estratégico foram as empresas B2B que desenvolveram networks de relações e transformaram o produto. São estas as empresas que reconhecem as TIC como fator de competitividade e são também as mais informatizadas e com maior capacidade de as usar.
As tecnologias podem impulsionar as relações com clientes, mas o seu potencial interativo e conetivo na implementação das estratégias de relacionamento com clientes ainda precisa sofrer um aumento.

Cibermarketing e cibercliente (Um dos (muitos) trabalhos)

cliente-es-primero
Kotler definiu marketing como o processo social pelo qual pessoas ou grupos de indivíduos que obtêm aquilo de que necessitam ou desejam recorrendo à criação, oferta e troca de produtos/serviços.
O verdadeiro valor de marketing está na qualidade da relação entre consumidor e empresa. Isto aplica-se tanto no marketing eletrónico como no webmareting.
Para uma melhor relação com um cliente surge a necessidade de um feedback mais eficaz e instantâneo. Como tal, origina-se o cibercliente, oriundo do Database Marketing.
Este tipo de cliente é também uma importante ferramenta do marketing direto pois ajuda a reunir informações importantes e claras que permitem estabelecer um perfil. Este tipo de avanço nas relações com os consumidores permite uma abordagem mais eficaz tanto face a um público-alvo como no que toca a responder as necessidades do mesmo.
Cada vez mais, as empresas que recorriam ao marketing direto, se começam a aperceber que os consumidores passam mais tempo no site da empresa do que propriamente nas lojas físicas da mesma. Hoje é possível manter um negócio apenas online, não havendo a necessidade e os gastos relativos a um espaço físico.
O Marketing de Massa, com uma politica bastante diferente, veio com força e parecia que ia ficar para sempre. Produzir em massa o mesmo produto sem um publico-alvo especifico ou nicho do mercado parecia ser o mais correto. A técnica utilizada para implementar estratégias de marketing era a dos 4 P’s, e graças às variáveis Price, Product, Promotion and Place o marketing tradicional funcionou durante anos. O objetivo era reunir o maior grupo de clientes sem uma segmentação especifica, mas satisfazendo as necessidades de todos de igual forma. O mercado fisico ainda existe mas tenta equilibrar-se com o marketing online que, depois da criação e melhoramento da internet, atingiu o que antes se pensava ser impossível.
Neste tipo de marketing as relações existente são mais individualizadas e segmentadas graças a novas variáveis. Um dos melhores exemplos é o marketing one-to-one que voltou pelo fato de nos nossos dias a empresa existir para um cliente de cada vez.
No culminar do marketing eletrónico estão reunidas as ferramentas do marketing tradicional e dos recursos eletrónicos. O marketing moderno caracteriza-se pelos avanços constantes e esforços feitos para conquistar os clientes e, desta forma, fidelizá-los. Ocorre então, uma substituição do Business to Client para o Diálogo.
No entanto, antes de embarcarem no webmarketing e cibermarketing, as empresas devem ter noção do valor do cliente para a empresa e quais os métodos e ferramentas que estão disponibilizados online. Uma boa preparação evita que as empresas se decepcionem com o mercado online que é ainda mais inconstante e volátil que o mercado tradicional.
Alguns dos modelos de negócios mais utilizados no marketing online são o B2C; B2B; C2C; B2E; G2B/B2G e o G2C/C2G. O método analisado no artigo é o mais utilizado pelo cibercliente,que sabe o que quer, quando quer e como quer, e este método é o B2C.
É necessário haver uma relação mais pessoal e personalizada com o cliente devido à facilidade que o consumidor tem em visitar e consumir produtos de outra marca se não sentir que tem importância para a empresa com que se “relaciona”.
Tudo isto é possível graças à criação dos bancos de dados que vieram dar origem aos dois D’s (a par dos 4 P’s), Diálogo e Database. O marketing pode não ser uma ciência precisa, mas visto que existe a necessidade de pensar através da óptica do consumidor, o cliente deve ser visto como uma mais valia.

O princípio…

O meu nome é Gil, tenho 22 anos e sou de Aveiro. Estou, de momento, a tirar o mestrado em Marketing e Comunicação na Escola Superior de Educação de Viseu.  

Uma vez que toda a minha vida académica parece fluir no sentido do marketing e da comunicação, quero fazer deste espaço uma rede de utilizadores. Por isso peço que sempre que sintam a necessidade de explicar algo, expor uma dúvida ou simplesmente abordar um assunto o façam.

Agradeço desde já a colaboração de todos.
 
Over and out.